terça-feira, 29 de março de 2011

Feliz aniversário, meu filho!

29 de março de 2005 – Praticamente madrugava, nos tempos em que eu cursava do ensino médio. Para pegar o ônibus, que passava às 5h45, deveria pular supercedo da cama, pois às sete da manhã, os alunos do antigo colegial deveriam desembarcar na escola situada no município de Barra do Choça (BA).

Naquela manhã, senti em casa uma movimentação fora do habitual. Era minha mãe que já havia levantado. Mas por que diabos ela estava acordada uma horas daquelas?

Ouvi o barulho das sandálias havaianas se arrastarem em direção ao banheiro. Enquanto eu me aprontava no meu quarto, a descarga foi acionada. Os passos foram se aproximando... Até que a porta se abriu. Ainda esfregando a mão molhada no rosto, ela me entregou um embrulho e soltou um ainda sonolento “Feliz aniversário!” Meus olhos lacrimejaram; os dela também. Choramos.

Embaraçado, deixei o presente cair e ali selamos aquele instante com um abraço, paradoxalmente suave e intenso. Minha mãe voltou ao seu quarto. Peguei o pacote do chão, rasguei o embrulho. Um camiseta azul e um bermudão jeans escuro. Enxuguei as lágrimas e guardei o presente. Claro, corri para não perder o ônibus.

Entre as datas de aniversário que se passaram dentro dessas pouco mais de duas décadas de trajetória, confesso que aquela manhã foi a mais importante e especial de todas.

Aos 18 anos, a chegada da maioridade foi marcada pelo derradeiro aniversário que estive ao lado de minha mãe.

Hoje, quase seis anos depois, sei que minha mãe está agora num lugar lindo. E sem dúvidas, neste momento está olhando para mim e dizendo: "Parabéns, meu filho, te amo!"



Foto: minha mãe, Osmilda Viana de Alencar Souza, novembro de 2005

7 comentários:

Tiêgo R. Alencar disse...

QUE LINDO, man! Aposto como sua mãe está mais do que orgulhosa aonde ela estiver por você ser essa pessoa fantástica e genial que é.

Ah, e FELIZ ANIVERSÁRIO! Tudo de bom e ainda quero ler ainda mais crônicas aqui, hein?

Abraço ;)

Anônimo disse...

Vagner muito lindo, me emocionei!
Com certeza ela está orgulhosa de você!

Vagner disse...

Certamente ela está num lugar lindo, torcendo por mim! Vc esqueceu de se identificar!

Karol Coelho disse...

Ah, ela fez um bom trabalho!
E sem querer ser clichê, com todo coração: ela deve estar orgulhosa.

Beijo, beijo.

Wadila de Alencar disse...

Os simples gestos, são os que marcam profundamente as nossas memórias!

Onde nossa mãe estiver, ela sempre estará do nosso lado!

Parabéns, meu irmão, te amo!

Esse parabéns não é somente pelo seu aniversário que já passou, e sim pela pessoa maravilhosa e talentosa que você é!

cida_bafra@hotmail.com disse...

Vagner,
... eu perco o chão, eu não acho as palavras.
Parabéns!
Cida França

Tracy Ellen disse...

é um amor imenso...